Acontece

Eventos

Acadêmicos de Medicina realizam Trote Solidário na Santa Casa

Estudantes conhecem a estrutura do local, além de participarem de diversas atividades

Centro Universitário Integrado

publicado em 26/02/2018 10h42 | atualizado em 26/02/2018 11h06

Os acadêmicos do curso de Medicina do Centro Universitário Integrado realizaram o "Trote Solidário", na última sexta-feira (23), na Santa Casa de Campo Mourão. Cerca de 50 estudantes auxiliaram os funcionários da instituição em atividades no local. O trote encerrou a "I Semana de Integração do Curso de Medicina", que iniciou com a abertura oficial do curso, na segunda-feira (19), com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho.                    

Os acadêmicos foram divididos em grupos e puderam conhecer todas as instalações da Santa Casa, além de conhecerem o funcionamento da unidade. Após essa visita, os estudantes colocaram a "mão na massa" e foram ajudar nas atividades. Eles auxiliaram na pintura e manutenção, organização da farmácia da Santa Casa, limpeza da nova ala da unidade, além da organização do centro cirúrgico.

O coordenador administrativo do curso de Medicina, Tiago Feitoza, diz que a ideia é despertar nos estudantes o interesse pelo serviço social. "O trabalho do médico depende do trabalho de outros diversos profissionais, por isso, hoje, eles conheceram mais sobre o trabalho que um dia eles vão precisar. É fundamental eles entenderem que o trabalho em equipe é essencial", comenta Feitoza.

Para a gerente assistencial da Santa Casa de Campo Mourão, Raquel de Brida, a visita dos acadêmicos é importante para que eles percebam, desde cedo, todas as atividades que existem dentro de um hospital. "Embora o paciente seja o nosso principal ator dentro da instituição, nós temos várias outras atividades que envolvem o cotidiano da unidade", diz Raquel.

Os estudantes aprovaram as atividades que foram desenvolvidas. "Achei muito interessante esse convite de poder conhecer a estrutura. Ter uma experiência de como funciona é muito importante", diz o acadêmico Alan Gabriel Generoso. Já para a estudante Larissa Luiza Bedin, ajudar os outros é uma das funções da medicina. "A gente consegue ver todas as alas do hospital e entender que nós sempre podemos ajudar de alguma forma. Essa é uma experiência maravilhosa, poder ajudar o próximo", comenta Larissa.