Acontece

Ensino

Integrado desenvolve programa de Iniciação Científica com alunos do Ensino Médio

No total, 11 alunos do Colégio Estadual Marechal Rondon, de Campo Mourão, foram selecionados

Centro Universitário Integrado

publicado em 20/11/2017 16h46

Estudantes irão desenvolver pesquisas científicas com professores e acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Ciências Biológicas, Enfermagem, Engenharia de Produção e Psicologia

Estudantes irão desenvolver pesquisas científicas com professores e acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Ciências Biológicas, Enfermagem, Engenharia de Produção e Psicologia

O Centro Universitário Integrado, em parceria com o Colégio Estadual Marechal Rondon, de Campo Mourão, está desenvolvendo o Programa Institucional de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM), vinculado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). No total, foram selecionados 11 alunos dos 2º anos do Ensino Médio, sendo cinco alunos que receberão bolsas de estudos do CNPq e seis alunos que participarão voluntariamente dos projetos de Iniciação Científica. Todos irão desenvolver pesquisas científicas com professores e acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Ciências Biológicas, Enfermagem, Engenharia de Produção e Psicologia.

Segundo a supervisora de Pesquisa do Centro Universitário Integrado, Francielle Baptista, no próximo ano, os alunos deverão apresentar os resultados das pesquisas no Seminário de Iniciação Científica do Ensino Médio e no Congresso Cientifico da Região Ocidental do Paraná (CONCCEPAR), promovidos pelo Integrado. “Durante o período de execução dos projetos, os alunos irão estudar, discutir e apresentar trabalhos, coletar dados, interpretar e então apresentar os resultados nos eventos promovidos pelo Integrado”, explica a supervisora.

A aluna bolsista do Ensino Médio, Luísa Araújo Sartori Pereira, relata que decidiu participar do Programa de Iniciação Científica, pois acredita que o programa irá abrir muitas portas para a sua vida profissional e intelectual. “É um privilégio fazer parte do Programa e espero que eu possa contribuir para o projeto da Instituição, assim como também almejo aplicar os novos conhecimentos na minha carreira”, comenta.

Os trabalhos iniciaram a todo vapor. Os cronogramas de atividades já foram definidos e os bolsistas cadastrados na plataforma Lattes e Carlos Chagas.