Acontece

Ensino

Fies 2018: programa oferece 310 mil novas vagas

Financiamento conta com mudanças no modelo de concessão, juros, além do acréscimo de duas novas modalidades

Centro Universitário Integrado

publicado em 08/01/2018 14h03 | atualizado em 10/01/2018 16h30

Para concorrer às vagas, o estudante precisa ter participado do Enem a partir da edição de 2010

Para concorrer às vagas, o estudante precisa ter participado do Enem a partir da edição de 2010

A partir deste ano, passam a valer as novas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). As alterações foram divulgadas pelo Governo Federal em julho de 2017. Na época, o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), garantiu que o principal objetivo das mudanças era manter a viabilidade do programa e combater a inadimplência, já que 46% dos ex-alunos estão com os pagamentos atrasados, segundo o MEC.

As normas de funcionamento do 'Novo Fies' foram publicadas no Diário Oficial da União no último dia 29 de dezembro. Serão ofertadas, neste ano, 310 mil vagas, em diversos cursos e áreas do conhecimento. Entre as principais mudanças estão os novos tipos de modalidades, que serão oferecidas pelo Fies, além das mudanças no prazo de início do pagamento, que agora deverá ser feita assim que o estudante se formar e começar a trabalhar.

Para concorrer à vaga, o estudante precisa ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e ter contabilizado 450 pontos na média aritmética e não ter zerado a redação. Além disso, o estudante tem que possuir renda familiar mensal bruta per capita de até 3 salários mínimos na modalidade de financiamento do Fies e até 5 salários mínimos na modalidade de financiamento do P-Fies, de acordo com o MEC.

Novas regras

Entre as principais mudanças, que passam a valer em 2018, estão as três novas modalidades:

- Fies 1: será o sucessor do modelo atual e vai garantir 100 mil vagas por ano, a juros zero. Essa modalidade é destinada aos estudantes com renda familiar de até três salários mínimos per capita. Neste modelo, não há mais a carência de um ano e meio para que o aluno passe a pagar as prestações, ou seja, agora ele precisa pagar assim que concluir o curso e começar a trabalhar, com parcelas de no máximo 10%, descontados no salário;

- Fies 2: nova modalidade, para estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Serão 150 mil vagas destinadas a estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste. O objetivo é diminuir as desigualdades regionais. Os juros nessa modalidade ficarão entre 2,5% e 3%;

- O Fies 3: nova modalidade, vai ofertar 60 mil novas vagas para todo o país, para estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Nesta modalidade, o estudante também paga juros baixos.

Com as mudanças, as mantenedoras que tiverem interesse em participar do processo seletivo do Fies e P-Fies referentes ao primeiro semestre de 2018 deverão assinar o Termo de Participação até as 23h e 59 minutos do dia 19 de janeiro, indicando qual a modalidade de oferta desejam participar.

O Centro Universitário Integrado vai divulgar nos próximos dias a quantidade de vagas e quais modalidades serão ofertadas.  O edital para as inscrições dos estudantes ainda não foi divulgado pelo Ministério da Educação.

Saiba mais sobre o Fies: http://sisfiesportal.mec.gov.br/